• Gabriella Albuquerque

Vamos fugir para outro lugar, baby

Atualizado: 19 de jan.


Foto: Natuza Tuz


Estava lendo esses dias que, em 2013 quando ainda nem sonhávamos com as confusões mundiais da pandemia, 200 mil pessoas se inscreveram em uma seleção para ir a Marte com passagem só de ida. Acho curioso, para dizer o mínimo, o sonho humano de recomeçar a vida em outro planeta. Como se uma mudança geográfica fosse um portal para a bondade e empatia.


As produções cinematográficas de ficção científica (ou mesmo as de pura ficção) contribuem um tanto com essa esperança quando trazem na cena inicial os personagens felizes dizendo: “na Terra nós erramos, deixamos a ganância nos dominar, fomos egoístas. Não podemos repetir esse erro”. Dali a alguns minutos o take traz um diálogo entre dois personagens tramando algo contra o novo comandante planetário. E a guerra continua.


A salvação geográfica não é exclusividade da fuga para outro planeta. Casal em crise nas novelas dos anos 90 dava uma volta em Paris e voltava renovado. E quem não quis reprisar isso na vida real? Ou melhor... a cena não teria já sido trazida da realidade (de uma classe abastada, claro)? Fora os filhos que não se dão bem com a família e decidem morar longe. Pensando bem, o sintoma parece vir desde o sonho da terra prometida. “Caminhem, caminhem, lá vocês irão prosperar”.

Agora mesmo na pandemia, quem não pensou em fugir? “Ah se eu tivesse passaporte europeu”. E quem está na Europa pode estar desejando Marte. Nada como sair de cena. Quem não tem palco, não tem crítica (e nem aplauso) (e nem diretor) (e nem precisa fingir um personagem).


Eu mesma já aprontei dessas. Tão mais fácil estar longe de um roteiro que não é só você que faz. Em uma viagem sozinha achei que a solução da minha vida era ficar por lá. Não que não fosse bom viver na terra da rainha, mas resolveria mesmo? Era fuga ou liberdade?


Nossa maior loucura é, ironicamente, inflar o ego e procurar a solução do lado de fora. O problema é que dali “uns minutos”, o take mostra que não há saída.

20 visualizações

Posts recentes

Ver tudo